assebrasp@assebrasp.com.br | (31) 3226-9047ou (31) 3226-9720

20 out

Entenda os diferentes tipos de conjuntivite

A grande diferença entre conjuntivite infecciosa e alergia ocular é a coceira.

Principalmente  no verão, com as altas temperaturas e o clima seco, os olhos humanos sofrem muito com o ressecamento e acabam sendo vítimas de alguns tipos de doenças. Você sabe como diferenciar, por exemplo, uma alergia nos olhos de uma conjuntivite infecciosa?

A grande diferença entre conjuntivite infecciosa e alérgica é a coceira ocular. Enquanto a coceira é o maior sintoma da alérgica, na conjuntivite infecciosa ela não é tão presente. A conjuntivite alérgica sempre se manifesta em pessoas que já apresentam algum tipo de alergia, como respiratória. Já a conjuntivite infecciosa, requer mais cuidados, é contagiosa e pode durar até três semanas.

E como diferenciar o tipo de conjuntivite? A conjuntivite  bacteriana tem uma duração mais curta, se for tratada corretamente. Os olhos ficam vermelhos e é bem comum sentir os olhos “purgando” e acordar com os cílios grudados e pegajosos. A transmissão se dá pelo contato manual e pela contaminação de objetos.  O tratamento é feito com uso de colírios e antibióticos específicos. Também é importante lavar bem os olhos, várias vezes ao dia, com agua filtrada ou soro fisiológico.

Infecciosa ou viral

Já a conjuntivite viral dura em média sete dias, mas pode chegar até 15 ou mais, dependendo do caso. Ela é altamente contagiosa, causa fotofobia – que é a sensibilidade excessiva à claridade e a luz solar – e sensação intensa de corpo estranho. Dependendo do vírus, pode apresentar sintomas semelhantes aos da gripe. O tratamento é feito com lágrimas artificiais e compressas com água filtrada ou soro fisiológico. Quando há complicações, o tratamento é feito com uso de corticoides ou colírios associados com antibióticos.

A conjuntivite alérgica tem como principal sintoma a coceira. A coceira é intensa e recomenda-se evitar coçar os olhos, pois o atrito pode causar traumas e até levar a deficiência da visão. Dependendo do caso, é indicado o uso de antialérgico e lavar os olhos com lágrimas artificiais.

(Fonte: http://globo.com/)